Skip to content

Hypnerotomachia Poliphili

29/05/2008

Foi este magnífico livro que me inspirou a criação deste blog. Ele representa o mundo do sonho, a imaginação, a criação, o conhecimento , a sensibilidade ao passado e a esperança no futuro. Embora já tivesse a sua referência noutras leituras, a  percepção que tive dele, através do “livro de aventuras” A Regra de Quatro de Ian Caldwell e Dustin Thomason (ed. Presença, 2004) despertou-me a curiosidade de saber mais,  por uma via menos romanceada mas, afinal, não menos surpreendente.

Vários estudiosos e investigadores universitários  dedicaram-se com paixão ao decifrar da enigmática história de Poliphilo na demanda da sua amada Polia, ilustrada por surpreendentes e apelativas gravuras.

Em redor desta obra de 1499 perdura o mistério do seu verdadeiro autor e da sua  mensagem e propósito,  que tem sido alimentado por diferentes interpretações mais ou menos plausíveis. Joscelyn Godwin, que publicou a primeira tradução completa para inglês em 1999 (!), analisa admirável e sucintamente as várias polémicas no livro A verdadeira Regra de Quatro (ed. K, 2005).

 

5 comentários leave one →
  1. 16/04/2009 07:17

    Que maravilha!!! Adoro arquitetura (na minha infância sonhava em ser arquiteta), me apaixonei por ela vendo as construções da Antiguidade Clássica, quando estudei a Grécia na escola. E é isto que você traz aqui neste post, com a lenda e as imagens…e além disto descobri a origem do tema do teu blog. Realmente esta tertúlia está sendo uma delícia!
    Beijos e um bom dia para você.

  2. 16/04/2009 17:29

    Olá Maria Augusta!
    Tenho andado muito ocupada e também estive um tempinho fora mas lá consegui participar na tertúlia.
    Pois eu adoro tudo o que se relaciona com a Antiguidade Clássica, e como ela foi posteriormente interpretada, no período Barroco por exemplo. Por isso fico extasiada😉 com Roma, a minha cidade preferida.
    Esta obra que inspirou o meu blog vive de todo esse imaginário da mitologia clássica mas de uma forma livre e surpreendente. È o livro da minha vida e tem imenso por revelar pois apresenta múltiplos níveis de significados.
    Uma ideia que estou desde o início por concretizar é ir apresentando aqui no blog em pequenas partes esta história de Polia e Polifilo. Um dia destes!
    Beijinhos e um bom dia também!

Trackbacks

  1. Polia e as Quatro Estações « Polia’s blog
  2. Polia e a Arquitectura « Polia’s blog
  3. O Prazer da Arquitectura « Polia’s blog

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: